NOTÍCIA - Agronegócio

11 de agosto de 2017 | MENOR | MAIOR | |

Comércio mundial ganha força, indica OMC.

O índice estabelecido pela OMC sobre o crescimento do fluxo de bens aponta para 102,6 pontos.
Comércio mundial ganha força, indica OMC.

O comércio mundial da sinais de ganhar força, principalmente no terceiro trimestre de 2017. Dados divulgados nesta segunda-feira pela Organização Mundial do Comércio (OMC) apontam que um forte desempenho de cargas aéreas, pedidos de exportação e reservas de containers estariam compensando resultados mais fracos em outros setores.

O índice estabelecido pela OMC sobre o crescimento do fluxo de bens aponta para 102,6 pontos. O resultado ficou acima do índice divulgado em maio, com 102,2 pontos. Isso, de acordo com a OMC, “sugere que existe uma tendência sustentável para o crescimento do comércio”.

Segundo a OMC, crescimento do volume de comércio continuará a aumentar acima da tendência no 3º trimestre Foto: Márcio Fernandes/Estadão

Combinando dados de diversos setores, a entidade consegue construir um índice único que serve para identificar tendências no comércio mundial. Acima de 100 pontos, a taxa revela uma tendência de crescimento.

O índice publicado nesta segunda-feira é ainda o mais alto desde abril de 2011, “o que indica que o crescimento do volume de comércio continuará a aumentar acima da tendência no terceiro trimestre de 2017”.

“Forte crescimento em encomendas de exportação, cargas aéreas e transporte marítimo tem liderado a tendência de alta, na medida em que a economia se recupera ao redor do mundo”, apontou a OMC. “Resultados sobre matéria-prima agrícola e componentes eletrônicos tem sido mais fracos. Mas ambos os índices passaram a ser positivos recentemente”, disse.

No caso dos bens agrícolas, que interessam aos exportadores brasileiros, a queda foi registrada desde meados de 2016. Mas, segundo a OMC, uma recuperação tímida da sinais de estar ocorrendo. Ainda assim, o índice está 4,4% abaixo dos valores do ano passado.

Mas o que mais preocupa é o setor automotivo. “Enquanto isso, o crescimento fraco na produção de carros e vendas é uma causa de preocupação, já que mostraria um enfraquecimento da confiança de consumidores”, indicou a OMC.

“Pedidos de exportação também deram sinal de terem chegado a um patamar, o que poderia significar que o crescimento do comércio mundial pode ter atingido seu pico. Nesse caso, o crescimento do comércio pode ser sofrer uma moderação, no final do ano”, avaliou a entidade.

Previsão. Diante dos novos dados, a OMC deixa uma brecha para rever sua projeção de crescimento para 2017. “Esses resultados são um pouco mais fortes que a previsão mais recente da OMC sobre o comércio, que antecipou um crescimento moderado neste ano, depois de uma expansão fraca no ano passado”, explicou.

2016 viu o pior resultado de expansão das exportações mundiais desde 2009, com uma alta de apenas 1,3%. Em abril deste ano, a entidade indicou que a previsão para 2017 seria de um crescimento médio de 2,4%. Mas, caso as incertezas se confirmem, a expansão pode ser de 1,8%. Num cenário mais positivo, a taxa poderia chegar a 3,6%.

Comércio mundial ganha força, indica OMC.
Fonte: Querência em Foco com Estadão

Comentários

Deixe um comentário sobre esta notícia.